top of page

NOTÍCIAS

CANCELAMENTO DO PLANO DE SAÚDE PELA OPERADORA


Novas regras para cancelamento de plano de saúde pela operadora em razão da inadimplência do Contratante entram em vigor em 01.04.2024.


A atividade das operadoras de saúde é regulamentada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, cabendo a ela a editar normas que devem, obrigatoriamente, ser obedecidas pelas operadoras.


Sempre que uma operadora age de forma contrária a tais determinações, o beneficiário prejudicado pelo ato da operadora tem o direito de demandar, inclusive judicialmente, contra a operadora.


É o que acontece com a rescisão do contrato por inadimplemento, a ANS sempre estabeleceu normas e procedimentos que devem ser seguidos pelas operadoras, evitando a surpresa ao beneficiário, evitando que o beneficiário que busca por um atendimento seja surpreendido com a informação de que seu plano foi cancelado.


Estas normas foram atualizadas recentemente, e, a partir de abril de 2024, para cancelar o contrato a operadora deve comunicar ao beneficiário até o 50º dia de inadimplência, esta comunicação deve conter algumas informações mínimas:


1. Período de inadimplência, com especificação das mensalidades em aberto;

2. Forma e prazo para pagamento da dívida e regularização do contrato;

3. Meios de contato com a operadora para esclarecimento de dúvidas.


Uma das novidades trazidas a partir de abril é quanto à forma desta comunicação, que poderá ser feita utilizando meios eletrônicos, sempre observando os dados de cadastro do beneficiário, como: email com certificado digital e confirmação de leitura, mensagem de texto para telefone celular, mensagem em aplicativo de dispositivos móveis que permita a troca de mensagens criptografadas, ligação telefônica gravada com confirmação de dados pelo interlocutor.


O cancelamento realizado sem a observância destas regras pode ser anulado pelo beneficiário.

Comments


bottom of page